POLIOMIELITE

Confira mais informações sobre a vacina POLIOMIELITE disponível na IC, clínica de vacinas de Maringá.
 

Doença

Poliomielite/Paralisia Infantil

Veja os sintomas

Nome da vacina

Vacina Antipoliomielite – Salk

Fabricantes:

Composição da vacina

Três cepas de poliovírus inativados (tipo 1:cepa Mahoney; tipo 2:cepa MEF-1; tipo 3 cepa Saukett)

Presença de conservante?

Existe mais de uma versão desta mesma vacina?

Sim

Vacina oral de vírus vivo.

Faixa etária

A partir de 6 semanas de vida

Até a idade adulta

Número de doses

03 doses e 02 reforços

 

Reforço

Sim

01 reforço entre 15 e 18 meses e 01 reforço entre 4 e 5 anos.
*crianças com 3 doses da polio inativada pode participar das campanhas anuais da polio oral

Associação com outras vacinas

Associada a vacina DTPa, Hib, HB. (Vacina Hexavalente) Associada a vacina DTPa, Hib. (Vacina Pentavalente)

 

Substituição de outras vacinas

Substituição da vacina Antipoliomielite oral (vírus vivo)

 

Reações e cuidados

Reações locais como dor e vermelhidão

 

 

POLIOMELITE

A Poliomielite (Virus da Poliomielite – Poliovírus- sorotipos 1, 2 e 3), também conhecida como Pólio, é uma doença viral altamente contagiosa, que afeta principalmente crianças pequenas. O vírus é transmitido através de alimentos e água contaminados, e se multiplica no intestino, de onde se pode invadir o sistema nervoso. Muitas pessoas infectadas não apresentam sintomas, mas continuam contaminando outras pessoas. Causa paralisia e deformações no corpo. Está sendo erradicada em todo mundo graças a campanhas de vacinação.
 

TRANSMISSÃO

É oral, podendo ser fecal-oral ou raramente oral-oral. E a sua multiplicação inicia nos locais por onde penetra no organismo (garganta e intestino), e em seguida espalha-se pela corrente sanguínea e infecta o sistema nervoso, onde acontece a sua multiplicação podendo acontecer então a destruição celular (neurônios motores).
É importante ressaltar que o único hospedeiro natural do poliovirus é o homem, sua transmissão pode ser direta pessoa a pessoa ou indireta através de objetos, alimentos, água etc., contaminados com fezes de doentes ou portadores, 1 a 6 semanas após a infecção.
No continente americano não há casos dessa doença desde 1991 e no Brasil o último caso relatado foi em 1989. No entanto, ainda existem casos de poliomielite em outros lugares do mundo como India, Paquistão, Afeganistão, Nigéria, Niger, Egito e Gana.
Por isso é muito importante que todas as crianças sejam vacinadas contra a doença, segundo o calendário de vacinação e durante as campanhas nacionais contra a poliomielite. Como também recomendamos o uso da vacina para viajantes adultos que se dirigem a estas regiões.
 

SINTOMAS

  • Inaparente ou assintomática – não apresenta manifestação clínica, podendo ser demonstrada apenas por exames laboratoriais específicos. Ela ocorre entre 90 a 95% das infecções.
  • Abortiva – ocorre em cerca de 5% dos casos; caracteriza-se por sintomas inespecíficos, tais
    como febre, cefaleia, tosse e coriza, e manifestações gastrointestinais, como vômito, dor abdominal e diarréia. Como na forma inaparente, só é possível estabelecer diagnóstico por meio do
    isolamento do vírus.
  • Meningite asséptica – o início apresenta-se com as mesmas características da forma abortiva, com sintomatologia inespecífica. Posteriormente, surgem sinais de irritação meníngea (Kernig
    e Brudzinski positivos) e rigidez de nuca. Ocorre em cerca de 1% das infecções por poliovírus.
  • Forma paralítica – podem ser observados diversos quadros clínicos, a depender do local de
    comprometimento do sistema nervoso central e, em alguns casos, quadros de paralisia grave que
    podem levar à morte. As formas paralíticas são pouco frequentes, em torno de 1 a 1,6% dos casos.
    Apenas as formas paralíticas possuem características clínicas típicas, que permitem sugerir o diagnóstico de poliomielite, quais sejam:
    • instalação súbita da deficiência motora, acompanhada de febre;
    • assimetria acometendo, sobretudo, a musculatura dos membros, com mais frequência os
    inferiores;
    • flacidez muscular, com diminuição ou abolição de reflexos profundos na área paralisada;
    • sensibilidade conservada;
    • persistência de alguma paralisia residual (sequela), após 60 dias do início da doença.

 

PREVENÇÃO

Considerando o potencial de contágio deste vírus, as medidas gerais de cuidado com a higiene não são suficientes. Dessa forma, a vacina torna-se a principal prevenção contra o vírus.

 

ESQUEMA DE VACINAÇÃO

Vacina Poliomielite Oral – OPV:
Esquema vacinal: 2, 4, 6 e 18 meses de vida e participar de todas as campanhas anuais de vacinação até completar 5 anos. Utilizada na rede pública.
Contraindicada: crianças hospitalizadas, casos de imunossupressão ( doenças ou tratamentos ) e comunicantes de imunossuprimidos.
 
Vacina Poliomielite Inativada – IPV:
Esquema vacinal: 2, 4, 6 e 18 meses
Reforço com 5 anos de idade a partir dai a cada 10 anos.

A vacina oral (com vírus vivo atenuado) contra a poliomielite, apresenta o risco de causar uma paralisia conhecida como doença vacinal. Diferentemente, a vacina injetável (com o vírus inativado) não apresenta este risco. Dessa forma, vários países tem adotado esta apresentação como padrão em seus calendários de vacinação.

 

VERSÕES DA VACINA

DPTa + HIB + Polio inativada
Esquema vacinal: 2, 4, 6 e 18 meses
Laboratório: Sanofi Pasteur e Glaxo Smith Kline

DPTa + HIB + Polio Inativada + Hepatite B
Esquema vacinal: 2 e 4 meses
Laboratório: Glaxo Smith Kline

DPTa + Polio Inativada
Esquema vacinal: dose de reforço no 5º ano de vida, pode ser utilizada até 15 anos.

Laboratório: Sanofi Pasteur

DPTa + Polio inativada (apresentação que pode ser utilizada em adultos e crianças maiores de 3 anos)
Esquema vacinal pode ser utilizada como reforço a partir de 3 anos e adultos
Laboratório: Sanofi Pasteur

Calendário de Vacinas SBIM

Prematuro
Criança – 0 a 10 anos
Adolescente – 11 a 19 anos
Gestantes
Adulto – 20 a 59 anos
Idoso – mais de 60 anos
Ocupacional
Pacientes Especiais
Atleta

Entre em contato para mais informações

Seu nome (obrigatório)

Seu e-mail (obrigatório)

Assunto

Sua mensagem