Gripe causou morte de 24 pessoas no Paraná em 2013

Balanço da Secretaria Estadual de Saúde aponta que mais cinco pessoas morreram por consequência da gripe, sendo duas delas em Curitiba

 
O Paraná registrou desde o início do ano 24 mortes causadas por consequências causadas pelo vírus da gripe (Influenza). O balanço atualizado foi divulgado pela Secretaria Estadual de Saúde (Sesa) nesta segunda-feira (8). Os números mostram que cinco mortes – até então suspeitas – foram confirmadas como óbitos causados pela enfermidade na semana entre 1º e 7 de julho. Duas foram em Curitiba. Telêmaco Borba, Alto Paraná e Bom Sucesso tiveram um óbito do tipo cada. Embora tenham sido confirmadas agora, as mortes ocorreram entre 19 e 30 de junho, conforme os dados da secretaria.
 

Vacina Contra Gripe em Maringá: IC Vacinas

Vacina Contra gripe em Maringá: IC Vacinas


 

Os números da gripe no estado apontam que o cuidado com a prevenção entre os grupos de risco é uma medida importante para evitar um maior número de óbitos. Entre os 24 mortos, 16 tinham doenças crônicas (com enfermidades respiratórias, cardíacas, renais, hepáticas, neurológicas, imunodeprimidos, com obesidade de grau três e transplantados).
 
Os doentes crônicos estão entre as pessoas que fazem parte do público-alvo da imunização contra a gripe. Fazem parte dos que têm direito à vacina os idosos com mais de 60 anos, gestantes, crianças com idade entre seis meses e um ano, 11 meses e 29 dias, trabalhadores de saúde, indígenas e população do sistema penitenciário e cadeias públicas.
 
Apesar do registro de mais cinco mortes, houve uma queda de 16% no total de casos da doença, quando os números são comparados com o mesmo período do ano passado. Neste ano, 642 pessoas tiveram a confirmação de contaminação por Influenza. Em 2012, foram 770.
 
O acompanhamento da gripe no estado da Sesa também aponta para uma mudança no comportamento da doença. O órgão aponta que o período mais crítico em 2012 ocorreu a partir da primeira quinzena de junho. Já neste ano, os casos começaram a aumentar na segunda quinzena de abril.
 
A intenção do governo do estado agora, segundo informações publicadas na agência de notícias, é antecipar a campanha no ano que vem ainda mais que em 2013. Neste ano, as ações para vacinação contra a gripe no país já começaram três semanas mais cedo, no dia 15 de abril. A antecipação ocorreu principalmente pelo apelo dos estados do sul, que começam a ter mais casos da doença quando começam os meses mais frios do ano.
 
Prevenção no estado
 
No Paraná, há três frentes de prevenção e tratamento à gripe, segundo a Sesa. Compõem o programa de enfrentamento à enfermidade a vacinação, medidas de prevenção – incentivo ao uso de álcool gel, lavar as mãos, manter ambientes ventilados – e a prescrição do oseltamivir aos pacientes com sintomas de gripe. A Secretaria orienta que ao sentir os sintomas da gripe, o paciente deve ir ao hospital para que seja prescrito o medicamento, antes mesmo da confirmação da doença por meio de exames.
 

Por Jornal de Londrina (http://www.jornaldelondrina.com.br/saude/conteudo.phtml?id=1389363)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *