TRÍPLICE BACTERIANA

Confira mais informações sobre a vacina TRÍPLICE BACTERIANA disponível na IC, clínica de vacinas de Maringá.
 

Doença

Difteria, Tétano e Coqueluche

Veja os sintomas

Nome da vacina

Vacina contra DTPa (acelular)

Fabricantes: GSK, Sanofi Pasteur

Composição da vacina

Toxóide Tetânico, Toxóide Diftérico, três antígenos purificados de Pertussis (Toxóide Pertussis) Adsorvido em sais de Alumínio

 

Existe mais de uma versão desta mesma vacina?

Sim

DTPw- vacinas de célula inteira utilizada até 6 anos
DPTa infantil: vacina acelular utilizada até seis anos.
DPTa tipo adulto: para maiores de 10 anos
DPTa +Polio: utilizada para maiores de 3 anos

Faixa etária

A partir de 6 semanas de vida

 

Número de doses

03 doses e 02 reforços

Mais reforços subseqüentes a cada 10 anos

Reforço

Sim

1° reforço de 15 a 18 meses
2° reforço de 4 a 5 anos
Depois uma dose de reforço a cada dez anos.

Associação com outras vacinas

Associada à vacina contra Poliomelite inativada, HIB, HEP B

TETRA – DPTa + Hib
PENTA – DPTa + Hib + polio inativada
HEXA – DPTa + Hib + polio inativada + hepatite B

Substituição de outras vacinas

Substitui a vacina DTP de células inteiras

 

Reações e cuidados

febre, inquietação, diarréia, perda de apetite, vômito, sonolência, inchaço, vermelhidão e dor locais.

Todas essas reações são mais comuns em vacinas de células inteiras, principalmente o risco de reações graves (febre acima de 40,0°C, choro inconsolável, choque hipotônico hiporresponsivo e convulsões) Estas reações graves podem ocorrer na frequência de 1 em 1.500 doses aplicadas de DTP de células inteiras.

DIFTERIA

Doença contagiosa causada pela bactéria Corynebacterium diphtherie.
 

TRANSMISSÃO

Por contato físico ou gotículas (secreções de pessoas infectadas).
 

SINTOMAS

  • Dor de garganta
  • Palidez intensa
  • Febre moderada
  • Pseudomembranas na garganta
  • Obstrução de vias aéreas superiores
  • Arritmia cardíaca

 

PREVENÇÃO

  • Lavagem das mãos e evitar contato com pessoas infectadas
  • Vacinação

 
 

TÉTANO

Doença contagiosa causada pela bactéria Clostridium tetani. Encontrado habitualmente no solo, poeira, esterco, principalmente em objetos metálicos enferrujados.
 

TRANSMISSÃO

Quando uma ferida não foi devidamente tratada com limpeza correta e curativos, o esporo do Tétano multiplica-se e produz uma toxina que se espalha pelo organismo podendo ter evolução fatal.
 

PREVENÇÃO

  • Cuidados com os ferimentos
  • Vacinação

 

COQUELUCHE

Doença contagiosa causada pela bactéria Bordetella Pertussis. Doença popularmente conhecida como “Tosse Comprida”, que atinge o trato respiratório.
 

TRANSMISSÃO

Por contato físico ou gotículas (secreções de pessoas infectadas). O homem é o único hospedeiro desta bactéria.
 

SINTOMAS

  • Crise intensa de tosse prolongada (mais de duas semanas)
  • Febre moderada
  • Coriza
  • Espirros

Nas crianças menores, em especial nos lactentes, o quadro pode se tornar especialmente grave, onde os acessos prolongados de tosse podem ser tão intensos que levam a apneia (parada respiratória) e cianose (cor arroxeada da face por falta de oxigênio). Se a falta de oxigenação se prolongar pode ocorrer convulsão, parada cardíaca e morte.
 

PREVENÇÃO

  • Garantir que as pessoas que entrarão em contato com gestantes e bebês, tenham sua cobertura vacinal completa. Por que o homem é o único hospedeiro desta bactéria.
  • Lavagem de mãos e evitar contatos com pessoas infectadas.
  • Vacinação

Calendário de Vacinas SBIM

Prematuro
Criança – 0 a 10 anos
Adolescente – 11 a 19 anos
Gestantes
Adulto – 20 a 59 anos
Idoso – mais de 60 anos
Ocupacional
Pacientes Especiais
Atleta

Entre em contato para mais informações

Seu nome (obrigatório)

Seu e-mail (obrigatório)

Assunto

Sua mensagem